CONHEÇA NOSSO BLOG
30Maio

Halitose: 4 dicas para evitar o mau hálito

Sempre escovar os dentes após uma refeição é uma prática básica de quem deseja evitar o mau hálito. Porém, ela nem sempre é suficiente para solucionar o problema, porque outras questões estão envolvidas no desenvolvimento da halitose.

Esse é considerado, inclusive, um problema social, já que traz total desconforto e constrangimento para o portador e para as pessoas de seu convívio. Mas evitar a situação é mais fácil do que se imagina.

Aqui estão 4 dicas importantes que ajudam a evitar o incômodo e ainda auxiliam a manter uma higiene bucal completa. Coloque-as em prática corretamente e os resultados serão excelentes. Confira!

1. Alimente-se de três em três horas

Quando o organismo passa muito tempo em jejum, começa a queimar toda a gordura armazenada em busca de energia. Nessa reação, alguns compostos são liberados e absorvidos pela corrente sanguínea. O processo termina apenas quando são eliminados pela respiração, o que desencadeia a halitose.

Por esse motivo, é muito importante comer de três em três horas. Para ajudar a evitar o mau hálito, é bom também ter uma dieta equilibrada e inserir alguns alimentos que ajudam a limpar os dentes, como as frutas cítricas, a maçã e o pepino.

2. Beba muita água

Para combater o mau hálito, a salivação é extremamente importante. Cerca de 90% da nossa saliva é formada por água e, por esse motivo, ingerir o líquido com frequência ajuda a evitar halitose de forma bastante eficaz.

O ato da ingestão, além de promover a hidratação do organismo, também permite que a boca seja lavada.

3. Mantenha o hábito de escovar a língua

A escovação dos dentes e o fio dental devem fazer parte da higiene bucal diária. Mas para evitar corretamente a probabilidade de halitose, é muito importante manter o hábito de também escovar a língua.

Algumas escovas possuem raspadores em sua parte superior, o que auxilia bastante nesse processo. Mas também existem raspadores que podem ser comprados à parte, costumam ser recomendados por um dentista de confiança.

A língua é uma grande responsável pelo mau hálito porque libera compostos de enxofre constantemente. Eles são enviados pelos restos de alimentos e células da mucosa bucal, além da ação permanente de bactérias. Promover a limpeza específica da língua remove quase por completo essa massa bacteriana, por isso a ação é tão importante. Após o uso, não se esqueça de higienizar a escova de dentes ou o raspador antes de um novo uso.

4. Descubra a causa do mau hálito

A halitose não está ligada somente ao jejum ou a uma higiene bucal insatisfatória. Algumas doenças, como a diabetes, também podem desencadear o problema. Por vezes, o paciente nem mesmo consegue identificar que algo mais grave está acontecendo.

É importante que a visita ao dentista seja periódica, para que uma avaliação seja feita, bem como uma boa limpeza. Caso haja alguma identificação mais preocupante, ele poderá realizar o encaminhamento correto para outra especialidade da medicina.

Atualmente, existe um exame feito em laboratório para saber se o paciente tem halitose e sua possível causa. No Instituto Oral Itaim, temos dentistas especializados em diagnóstico e halitose, que poderão diagnosticar e tratar o seu caso.

Além dessas recomendações, você tem mais alguma dica para evitar halitose? Qual dessas, em sua opinião, é a mais eficiente para combater o mau hálito? Deixe sua opinião nos comentários abaixo!

Posts RecentesTags
  • Copyright © 2018 Instituto Oral Itaim - CRO CL : 12962 | RT: Joana Ozi CROSP: 92.804
  • Agência Trii