CONHEÇA NOSSO BLOG
26Set

Sedação consciente: 5 perguntas e respostas sobre sedação com óxido nitroso

A sedação com óxido nitroso é um procedimento comum, realizada em muitas clínicas de tratamento odontológico, principalmente nos EUA. Além de contribuir para a melhoria de diversos procedimentos, ainda deixa os pacientes mais seguros e confortáveis.

Contudo, a também chamada sedação consciente gera algumas dúvidas. Embora o recurso não apresente qualquer perigo, suas propriedades e particularidades ainda são pouco conhecidas e utilizada no Brasil.

Por isso, aqui estão algumas perguntas e respostas sobre o assunto para que você compreenda melhor como ele funciona. Acompanhe!

1. Como a sedação com óxido nitroso é feita?

A sedação com óxido nitroso consiste em uma mistura gasosa inalada pelo paciente. Esse elemento é misturado com oxigênio em medidas proporcionais e sua ação é imediata, mas totalmente supervisionada pelo profissional responsável.

Assim que entra em contato com o organismo, atua sobre o sistema nervoso central e ajuda a controlar a ansiedade. O estado de relaxamento é quase automático, mas o indivíduo não perde os sentidos. Daí vem a expressão “sedação consciente“.

2. Qualquer profissional de odontologia pode ministrar a sedação consciente?

Não. A sedação consciente é um processo bastante simples e autorizada pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO) desde 2004. Porém, para ministrá-la, o dentista deve ser capacitado e habilitado.

As certificações podem ser obtidas por meio de cursos práticos e teóricos. Por isso, antes de se submeter a esse tipo de sedação, verifique as credenciais do profissional que fará o atendimento e escolha sempre alguém confiável.

3. Quais são as principais vantagens do procedimento?

A sedação com óxido nitroso é extremamente vantajosa, tanto para o dentista quanto para o paciente. Em primeiro lugar, é uma ação não invasiva, bastante rápida e totalmente segura.

O efeito analgésico também influencia na tolerância da dor, fazendo com que o método seja indicado, inclusive, para pessoas mais sensíveis. O alívio válido para a ansiedade também tem a mesma ação para o stress: um paciente mais calmo reage melhor ao tratamento e permite que o profissional realize seu trabalho com excelentes resultados.

O gás utilizado não é absorvido pelo organismo, uma vez que atua somente com a inalação. Por fim, mas não menos importante, o paciente vai se recuperar sem transtornos e em pouquíssimo tempo.

4. Quais são os efeitos colaterais?

Os efeitos colaterais na sedação consciente são raríssimos. Contudo, alguns pacientes podem apresentar sudorese excessiva, uma leve tosse e formação de secreções nas vias áreas, assim como náusea. De qualquer forma, é importante reforçar que poucas pessoas enfrentam essas consequências e que elas não são fortes ou duradouras.

5. Existe alguma contraindicação?

De modo geral, existem poucos casos de contraindicação para a sedação com óxido nitroso. É apenas indicado reforçar que pacientes com problemas respiratórios, como rinite ou sinusite, podem ter maior dificuldade de inalar, já que as vias nasais precisam estar abertas para tanto. Para saber se você pode realizar seu procedimento com sedação, na primeira consulta o dentista irá te informar.

A sedação não substitui ou elimina a necessidade da anestesia local. Converse com seu dentista sobre a complexidade do seu tratamento.

E agora, se sente mais seguro em relação à sedação consciente? Já fez ou está para fazer uso do recurso? Compartilhe sua opinião e sua experiência nos comentários abaixo!

Posts RecentesTags
  • Copyright © 2018 Instituto Oral Itaim - CRO CL : 12962 | RT: Joana Ozi CROSP: 92.804
  • Agência Trii